Pesquisar este blog

Follow by Email

terça-feira, 4 de outubro de 2011

Organização antecipa novidades

Robalinho comemora o sucesso desta edição
A Cia de Eventos, produtora da Bienal Internacional do Livro de Pernambuco, realizou uma coletiva de imprensa ontem, no Centro de Convenções, para falar sobre o balanço da oitava edição da feira e antecipar algumas novidades da próxima versão. Segundo o sócio diretor da empresa, Rogério Robalinho, esta foi “a edição mais organizada e de maior alcance já vista”. “Tivemos uma reunião com os expositores e houve uma satisfação geral. Alguns até dizem que esta é a melhor (Bienal) do País”, afirmou.

Para 2013, Robalinho afirmou que a planta baixa - apresentada também ontem aos expositores - é um modelo discutido a acatado por todos e que alguns projetos inovadores deverão ser implantados, entre eles a ideia de reverter o valor do ingresso em desconto para a compra de livros nos stands. Também voltará a acontecer o Dia da Criança, com o objetivo de incentivar o leitor do futuro. A nona edição está prevista para acontecer de 4 a 13 de outubro, também no Centro de Convenções, e pretende ser feita de uma forma coletiva, com os diversos setores da sociedade. Os homenageados da próxima feira vão ser o poeta Cancão e o escritor finalista José Cortez. A Cia de Eventos ainda tem o projeto de implantar, no próximo ano, a Bienal da Paraíba.

Até o último sábado, 645 escolas haviam passado pela feira literária junto com 29 projetos sociais. Cerca de 600 atividades de conteúdo foram realizadas, em oito espaços destinados a palestras e oficinas, e mais de 600 mil pessoas circularam pelos stands do Centro de Convenções. A área de exposição ficou em 24 mil metros quadrados e houve, ainda, a transmissão de duas palestras por dia (via streaming). Aproximadamente três mil pessoas trabalharam direta e indiretamente na realização do evento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário