Pesquisar este blog

Follow by Email

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Julgamento do médico Conrad Murray

Começou hoje, às 12h45 no horário de Brasília, o segundo dia julgamento do médico Conrad Murray , que está sendo indiciado por homicídio culposo, onde não há intenção de matar .Ele é acusado de dar uma grande quantidade de analgésicos ao astro pop Michael Jackson, o que pode ter ocasionado a morte do cantor. A primeira sessão começou por volta das 13h de ontem.
No primeiro dia o promotor do caso, David walgren, afirmou que: "O que aconteceu durante esse período foi que os atos e omissões do médico pessoal de Jackson causaram diretamente sua morte prematura". Enquanto o advogado de defesa, Ed Chernoff, disse que Michael causou sua própria morte ao ingerir medicamentos enquanto estava sozinho no quarto.
O juiz, Michael Pastor, concluiu que nem a acusação nem a defesa apresentaram provas concretas. E acrescentou que as evidências utilizadas seriam os depoimentos das testemunhas.
Ontem só foram ouvidas duas testemunhas o produtor Kenny Ortega, que relembrou os últimos momentos do cantor, e o também produtor Paul Gongaware . Entre as testemunhas convocadas estão os paramédicos que levaram Jackson ao hospital, especialistas médicos e a namorada de Murray. Paris Jackson, a filha do astro, também pode ser intimada a depor, pois estava na mansão no momento em que o cantor parou de respirar.
O julgamento pode durar até o final de setembro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário