Pesquisar este blog

Follow by Email

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Sanitários nas agências bancárias



http://bancariosorocaba.blogspot.com
Uma das maiores reclamações dos usuários de estabelecimentos bancários poderá  ter fim. Um Projeto de Lei (PL) quer obrigar todos os bancos pernambucanos a  disponibilizarem sanitários para seus clientes. A proposta do deputado Pedro Serafim Neto (PDT) é uma tentativa de dar mais comodidade para os clientes que sofrem ao tentar satisfazer suas necessidades fisiológicas. “Torna-se uma verdadeira aventura alguém conseguir ir ao sanitário, quando nas poucas vezes lhe é permitido. No início do mês, por exemplo, quando as filas são enormes para recebimento de benefícios da Previdência Social, os idosos e portadores de necessidade especial são os que mais sofrem. Isso nos parece inaceitável”,  argumentou o parlamentar. 


De acordo com Serafim Neto, a ideia partiu das reclamações que seus eleitores faziam constantemente. “Escutei muitas falarem do problema, que é um serviço simples. Permitir o acesso dos clientes ao sanitário é imprescindível, inadiável. Segundo voto da ministra Eliana Calmon,  torna-se obrigatório a disponibilização pelos Bancos de sanitários e bebedouros, bem como de assentos, o que já é matéria firmada na Jurisprudência no STF, bem como na do Superior Tribunal de Justiça (STJ)”, afirmou. 


http://ociocientifico.blogspot.com

Para a diretora executiva do CENTRAE (Centro Técnico de referência em acessibilidade e eventos), Poliana Alves, a iniciativa é importante e vai beneficiar bastante os deficientes físicos. “Tem deficiente que toma remédios que desenvolvem mais rápido a necessidade de ir ao banheiro e outros não tem controle. Por isso, precisam que se tenha o ambiente sanitário à disposição”, disse. Alves, ressaltou que também é necessário um ambiente adaptado para os portadores de necessidades especiais.


O Projeto não só garante o acesso ao toalete. Ele também exige que os  estabelecimentos bancários disponibilizem instalações sanitárias independentes para cada sexo. Também propõe que, se não for cumprido, o o banco pague multa de $ 20.000,00, valor que será duplicado a cada reincidência. A proposta seguirá para tramitação nas comissões de Constituição, Legislação e Justiça, Administração Pública e desenvolvimento Econômico Turismo. Se aprovada, irá para votação no plenário. 



Confira um projeto semelhante que foi aprovado na cidade de Coronel Fabriciano - MG.
http://www.youtube.com/watch?v=VW4OGBQPnm0

Nenhum comentário:

Postar um comentário